FAQ

1 - O que é TCP?

Mais

O TCP – Terminal de Contêineres de Paranaguá é o segundo maior terminal de contêineres do Brasil e atua na movimentação de cargas para exportação e importação.

2 - Quando o TCP foi criado?

Mais

O TCP foi criado em 1998 a partir de um consórcio de empresas nacionais e internacionais. Após vencer licitação do Governo do Paraná em 1996, realizada de acordo com a Lei Federal de Modernização Portuária, o TCP se tornou concessionário do terminal de contêineres do Porto de Paranaguá.

3 - Quem são os acionistas do TCP?

Mais

O Terminal tem como acionistas as empresas Advent International, Tuc Participações Portuárias S/A, Pattac, Soifer Participações Societárias, Grup Maritim TCB e Galigrain.

4 - Onde o TCP está localizado?

Mais

O TCP está localizado na área do Porto de Paranaguá em uma baia protegida que permite excelentes condições de navegação, capaz de receber os maiores navios que fazem o comércio internacional na América Latina. O TCP conta com calado de 12,3 metros e é o único terminal de contêineres do Brasil autorizado a receber navios de até 368 metros de comprimento com 51 metros de largura.

5 - Qual a capacidade do Terminal

Mais

Após investimentos que consumiram mais de R$ 365 milhões nos últimos anos, o TCP hoje tem capacidade para movimentar 1,5 milhão de TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés), estando preparado para atender o crescimento da demanda pelos próximos 10 anos.

6 - Qual sua área de abrangência?

Mais

A área de abrangência do TCP inclui os estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Santa Catarina, além do Paraguai. O TCP está inserido na mais competitiva área de terminais de contêineres do Brasil, apontada pela ABRATEC (Associação Brasileira dos Terminais de Contêineres de Uso Público) como o Cluster Sul Brasileiro que apresenta maior nível de competitividade, exigindo fortes investimentos com o objetivo de atender ao crescimento da demanda com serviços de alta qualidade, produtividade e ganhos de escala.

7 - Qual é a estrutura do Terminal?

Mais

Boa parte dos R$ 365 milhões investidos pelo TCP nos últimos três anos foi utilizada na modernização e ampliação do Terminal, por meio da extensão do cais de atracação - hoje com 879 metros, além de dolfins exclusivos para operação de navios de veículos; e na aquisição e instalação de modernos equipamentos - como Portêineres Super Post Panamax e Post Panamax, Transtêineres, Caminhões Tractors e Reach Stackers) - voltados à movimentação de cargas.
Infraestrutura
Extensão do Cais: 879 metros
Área de Armazenagem: 320 mil m2
7 portões de acesso (gates) com OCR e balanças informatizadas
Área de contenção para cargas químicas ou perigosas
2 ramais ferroviários com acesso direto à área alfandegada e funcionamento 24 horas
12 mil m2 de armazém alfandegado credenciado pela Anvisa
2812 tomadas reefers (para contêineres refrigerados)
Câmara de reinspeção para produtos frigoríficos com duas docas e SIF próprio
Equipamentos
9 Portêineres, sendo 4 Super Post Panamax
2 Guindastes Mobile Harbour Crane
30 Transtêineres
1 scanner de última geração para ser utilizados na fiscalização do contêineres
54 Caminhões
2 Empilhadeiras para contêineres vazios
5 Reach Stackers
1 Reach Stacker patolada para operação ferroviária

8 - Quantos clientes o TCP atende e quais os setores mais representativos?

Mais

O TCP atende mais de 4.400 clientes exportadores e importadores dos mais variados segmentos e todos os portes. Na exportação os segmentos mais representativos são Carnes Congeladas (aves, bovinos e suínos), Agronegócios (algodão, açúcar, soja e milho), setor Automotivo e Agroflorestal (madeira, papel e celulose).
Na importação têm mais destaque o setor Automotivo, Químicos (defensivos agrícolas e polímeros), Bens de Consumo direto (eletroeletrônicos etc.) e Alimentos.

9 - Qual é a produtividade do Terminal?

Mais

O TCP é hoje o terminal de contêineres mais produtivo do Brasil, com 85 mph (movimentos por hora navio). Esta performance coloca o TCP no mesmo nível dos melhores terminais internacionais, permitindo aos seus clientes menor tempo de permanência dos navios no porto, e, consequentemente, proporcionando redução nos custos.
Para navios grandes, a produtividade média do terminal já supera 100 mph.

10 - O TCP está integrado ao modal ferroviário?

Mais

O TCP é o único terminal do Sul do Brasil que conta com conexão ferroviária direta, dentro do terminal. Oferecemos dois ramais ferroviários com dois encostes por dia, operando 24 horas tanto na exportação quanto na importação. Atualmente o TCP é líder no mercado brasileiro neste modal, movimentando mais de 5 mil contêineres por mês.

11 - Quais são os diferenciais do TCP?

Mais

Terminal mais produtivo do Brasil – 85 mph (movimentos por hora navio).
2º maior terminal da América do Sul com capacidade para movimentar 1,5 milhão de TEUs.
Localização privilegiada em baía protegida que permite excelentes condições de navegação e permanência.
Maior e mais moderno parque de equipamentos do Sul do Brasil.
Único terminal do Sul do Brasil com conexão direto com ferrovia.
Maior número de serviços regulares do Sul do Brasil.
Franquia de armazenagem (free time): 7 dias livres na exportação e 10 dias na importação.
Sistema de agendamento de caminhões: 95% dos caminhões atendidos com tempo de espera inferior a 1 hora.
Certificações: Qualidade (ISO 9001), Meio Ambiente (ISO 14001), Segurança ( ISPS CODE).
Admissão de contêineres reefer 24 horas por dia com a maior quantidade de tomadas reefer do Brasil (2.812).
Serviços semanais regulares com cobertura global (Ásia, Europa, Américas e África);
Instalações próprias para a Receita Federal e para o Ministério da Agricultura (Corredor de Congelados do Paraná).