Notícias

TCP bate dois novos recordes na operação do navio Zim Chicago

Terminal atingiu 188 MPH na operação do navio que tem 333 metros de LOA e é um dos maiores já recebidos em Paranaguá, com capacidade para 8,2 mil TEUs

A TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, bateu dois novos recordes na operação do navio Zim Chicago, que chegou ao Paraná no início de dezembro. O Terminal atingiu 188 MPH (movimento por hora) no navio que tem 333 metros de LOA (comprimento) – um dos maiores já recebidos em Paranaguá, totalizando 488 movimentos em 2 horas e 38 minutos de operação. O recorde anterior era de 172 MPH, registrado no navio Valiant, em agosto passado.

O Terminal também bateu um novo recorde de movimentação por guindaste ao alcançar 46 MPH, maior produtividade por equipamento registrada nos últimos dois anos. “Os dois novos recordes registrados no navio Zim Chicago mostram que a TCP está na direção correta ao investir em modernização de sistemas e equipamentos, e também na ampliação da área física. Temos evoluído em produtividade e estamos prontos para receber os maiores navios do mundo, com uma operação rápida e eficaz”, enfatiza Rodrigo Paupitz, diretor Superintendente de Operações da TCP.

Paupitz explica que a alta produtividade é possível graças aos investimentos feitos nos últimos anos. Recentemente, a empresa adotou um novo sistema integrado de operação portuária: o Navis N4, líder de mercado no Brasil e no mundo e reconhecido com uma solução completa para terminais portuários. “A escolha do novo sistema leva em consideração a necessidade de entregar um serviço cada vez mais ágil e ainda mais confiável. Com ele será possível integrar as informações portuárias, aumentando ainda mais a produtividade do Terminal”, diz.

Rodrigo destaca que os indicadores de produtividade registrados no início de dezembro também refletem o nível de serviço entregue ao cliente. “Quanto mais rápido a TCP for na operação, mais rápido o navio deixa o Terminal. Isso é redução de custo para toda a cadeia logística”, avalia.

Hoje, o Terminal de Contêineres de Paranaguá conta com 9 portêineres (sendo 4 Super Post Panamax), 2 guindastes Mobile Harbour Crane, além de 30 transtêineres, resultado de investimentos realizados em anos anteriores. Para os próximos anos, a TCP tem ainda planos de expansão do cais de atracação do Terminal, que ganhará mais 220 metros, passando a contar com 1.099 metros de extensão; a construção de dolphins exclusivos para a atracação de navios que fazem o transporte de veículos; e a ampliação da retroárea do terminal, que hoje conta com 320 mil m2 e que será ampliada para cerca de 500 mil m2.

Sobre o TCP

A TCP é a empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá – segundo maior terminal de contêineres da América do Sul, e a empresa de serviços logísticos TCP Log.

Após receber investimentos de R$ 365 milhões, um dos maiores aportes privados do setor portuário brasileiro nos últimos anos, a TCP atualmente tem capacidade para movimentar 1,5 milhão de TEUs/ano, conta com 320 mil m² de área de armazenagem e oferece três berços de atracação, com extensão total de 879 metros, além de dolfins exclusivos para operação de navios de veículos.

A atuação do terminal é complementada pela TCP Log, que oferece serviços de integração da cadeia logística; como armazenagem, estrutura para carregamento e descarregamento de contêineres, pátio para contêineres e transporte do modal rodo ferroviário ao terminal em Paranaguá.

Informações para Imprensa
Medialink Comunicação, Fone: (11) 3817-2131
Raul Fagundes Neto, raul.fagundes@medialink.com.br
Fernando Marchi, fernando.marchi@medialink.com.br
Ana Cunha, ana.cunha@medialink.com.br

 

Voltar