Notícias

TCP e Brado Logística desenvolvem ações conjuntas com foco nos clientes

Empresas uniram os times comerciais para oferecer vantagens para os clientes que utilizam o modal ferroviário para transporte de cargas

A TCP, empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, e a operadora Brado Logística vêm desenvolvendo ações comerciais conjuntas com foco nos exportadores e importadores. A iniciativa tem como objetivo destacar ao setor produtivo que o uso conjunto do Porto de Paranaguá e do modal ferroviário para o transporte da cargas proporciona uma redução de até 20% na operação logística para os clientes.

Para isso, os times comerciais das duas empresas iniciaram visitas a importantes clientes, como a Usina Alto Alegre, em Presidente Prudente – SP, e Caramuru Alimentos, em Itumbiara – GO. “A TCP e a Brado têm o objetivo de viabilizar custos mais competitivos para os seus clientes e um dos principais diferenciais que oferecemos em conjunto é o uso do modal ferroviário para o transporte da carga”, enfatiza Alexandre Rúbio, diretor Comercial da TCP.

Ele ressalta que, mesmo para clientes com base fora do Paraná, a operação logística por meio da ferrovia é a melhor opção, pois na soma dos custos logísticos com o transporte da carga, o valor pode ficar de 10% a 20% menor pela ferrovia. “Outra vantagem é que o modal não sofre variação de preço, ao contrário do modal rodoviário que tem o valor do frete alterado de acordo com a quantidade de produto que está sendo comercializado no país. Em época de safra, por exemplo, existe escassez de caminhão para o transporte da carga já que as transportadoras optam por encaminhar seus veículos para as regiões onde as produções são maiores. Isso torna o modal mais caro”, diz.

Rúbio aponta ainda que, no transporte via ferrovia, a carga sofre muito menos interferência humana, o que garante a qualidade e a segurança do produto embarcado. “Quando o produto é estufado em contêiner ainda na planta do cliente, há a garantia que a carga chegará no mesmo padrão de qualidade ao Porto. Além disso, nessa modalidade, o contêiner acessa a área do Terminal já lacrado, sem que seja necessário passar pela área retroportuária e apto para as liberações aduaneiras exigidas para embarque. Isso diminui a quantidade de manuseio da carga”, enfatiza.

Por fim, é uma operação mais limpa e menos agressiva ao meio ambiente, já que a emissão de CO2 é 93% menor no transporte de contêineres por ferroviária na comparação com o transporte rodoviário, para cada 1.000 km rodado.

Sobre a Brado
A Brado é referência nacional em serviços de logística de contêineres. Possui estrutura própria composta por 13 locomotivas, mais de 3 mil contêineres e 2,4 mil vagões, equipamentos, armazéns e terminais, complementadas por meio de parcerias estratégicas nos principais centros de consumo do País. Com atuação cada vez mais adaptada às necessidades do mercado de importação, exportação e mercado interno, a empresa preza pela excelência na movimentação de contêineres no Brasil, focada na integração multimodal.

Saiba mais sobre a Brado em www.brado.com.br

Informações para Imprensa
Loures Consultoria
Rodrigo Pereira (rodrigo.pereira@loures.com.br) + 55 11 99661-5359
Allan Scheid (allan.scheid@loures.com.br) + 55 41 99910-7641

Sobre a TCP
A TCP é a empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá – um dos maiores terminais de contêineres da América do Sul – e a empresa de operações logísticos TCP Log, que oferece serviços de integração da cadeia logística para cargas localizadas no Sul e Sudeste do Brasil.

Responsável pelo maior investimento do setor portuário Brasil na atualidade, onde estão sendo aplicados mais de R$ 550 milhões nas obras de ampliação da capacidade de movimentação do terminal dos atuais 1,5 milhão de TEUs/ano para 2,5 milhões de TEUs/ano, a TCP está se preparando para atender a demanda de mercado brasileiro pelos próximos 30 anos.

Desde março de 2018, a TCP integra o portfólio da China Merchants Port Holding Company (CMPort), o maior e mais competitivo desenvolvedor, investidor e operador de portos públicos da China. Atualmente, as operações e investimentos da empresa se estendem pelas áreas costeiras em Hong Kong, Taiwan, Shenzhen, Ningbo, Shanghai, Qingdao, Tianjin, Dailian, Zhangzhou, Zhanjiang e Shantou. A empresa também vem ampliando sua presença no Sul da Ásia, na África, no Mediterrâneo e na Austrália.

Em março de 2018, o portfólio global de portos da CMPort abrangia 5 continentes, 17 países e regiões e 32 portos. Em 2017 a CMPort movimentou 100 milhões de TEUs.

Informações para Imprensa
Medialink Comunicação, Fone: (11) 3817-2131
Raul Fagundes Neto, raul.fagundes@medialink.com.br
Ana Cunha, ana.cunha@medialink.com.br

Voltar